Jogue Anjos da Noite em TRPG!!

Vamos lá galera, após uma pausa dramática, venho aqui trazer o que vocês mais gostam.

EBA, COSTOSAS! Não, infelizmente não…

Meu PC ainda tá no Psi, iski… Foi ver o Doutor. E então estou sem costosas AINDA, mas em até 2 semanas acho (ACHO) que vou estar de volta com suas musas!

Enquanto isso, trago minha mais recente criação! Quando li meu Bestiário de Arton vi os Vampíros. Mas onde estavam seus arqui-rivais, os Lobisomens? Agora eu repararei esse SACRILÉGIO!

Licantropos                                                                                               (Modelo)

“Hoje, nos banquetearemos com CARNE e SANGUE!!”

– Licantropo Alpha, se revelando a incautos aventureiros.

Licantropos podem estar em qualquer lugar, a qualquer hora. Pode ser o ferreiro, o padeiro, até mesmo a filha do maior fazendeiro da região. Contudo, nas noites de lua cheia, um cidadão pode sumir repentinamente…

Essas criaturas, quando nascem licans, vivem em matilhas, com um macho Alpha (normalmente, não são poucos os casos em que uma fêmea era líder da matilha), diversas fêmeas e alguns machos subordinados. Esses são chamados de Licantropos bestiais.

Os Licans são humanóides que podem se transformar em feras monstruosas. Essa transformação pode ser em um animal comum (urso, lobo, leão, pantera, etc.) ou uma versão monstruosa desse animal com 2,5m apoiado nas patas traseiras, com imensas garras e presas brilhantes em uma cabeçorra monstruosa. Licantropos podem se transformar livremente (apenas NPC’s). Costuma se disser que eles só se transformam em noites de Lua Cheia… Mas isso é uma hora combinada pela matilha dispersa, o horário varia de matilha para matilha.

Licantropos comunicam-se livremente com os animais nos quais se transformam.

Quando um Licantropo morde ou arranha alguém (ou seja, quando faz um ataque de garras, ou mordida) a vítima pode contrair a licantropia. Faça um teste de Fortitude (CD 15), falha no teste resulta na contração da doença (veja adiante), se for bem sucedido, fica imune por um dia. Apenas humanos e meio-elfos podem contrair a licantropia. O humano não pode ter nenhum modelo (com exceção de um… veja em Abominação).

Licantropos são extremamente resistentes, mas uma coisa (ao alcance de quase todos os cidadãos) que pode feri-los é a prata. É costume entre as pessoas mais simples dar uma adaga ou qualquer objeto de prata para jovens casais, como proteção.

Quando se contrai a licantropia, a vitima começa aos poucos a mudar seu temperamento (sua tendência muda um passo em direção a Caótica/Maligna por dia). Começa a perder sua libido, ter uma fome insaciável por carne crua, não gostar de companhia, até chegar a Lua Cheia, quando finalmente se transforma. Há diversos rituais que curam a licantropia… Não se sabe se eles realmente funcionam.

Há também os Licantropos Ferais, versão (muitas vezes) pacífica, mas monstruosa. Carregam feições animalescas como garras, presas e calda. Os Vultos de Ahlen são um grupo de ferais que lutam contra o reino da intriga (esse é mais aconselhável para personagens jogadores). Desnecessário dizer que essa versão não é contagiosa.

Criando um Licantropo Bestial

Para aplicar esse modelo, escolha um humano e faça as alterações abaixo.

Tipo: muda para Monstro

Tendência: Muda para Caótico.

Resistência: Redução de Dano 10/Magia e Prata

Ataques: adquire dois ataques de Garras (dano igual a uma adaga de tamanho Grande) e uma Mordida (tamanho Grande). Apenas quando transformado.

Habilidades: FOR +6, DES +4, CAR -2. Um Licantropo é mais forte e ágil que o normal, mas todos sentem desconfiança deles.

Perícias: recebem um bônus de +4 em Furtividade, Iniciativa e Sobrevivência.

Talentos: Adquire Ataque Multiplo

Mudança de Forma: Um Licantropo pode mudar sua forma para um animal qualquer, mas de tamanho grande (se o animal já for grande, não se altera), como leões, panteras, ursos e lobos. Recebem todas as habilidades desse animal (como uma forma selvagem). Nessa forma ele mantém todos os seus atributos normais, mas perde a habilidade de manejar armas e armaduras. Também pode se transformar em uma versão monstruosa do mesmo animal, com 2,5m de altura (sofrendo todos os bônus/penalidades de habilidade pelo tamanho grande) e rasga todas as suas roupas (mas podem manejar armas).

Faro: Automaticamente detectam a presença de criaturas até 9m. Recebem +4 em Sobrevivência quando usam o faro para rastrear.

Empatia Selvagem: um Licantropo Bestial pode se comunicar com os animais nos quais se transforma (lobo para lobo, urso para urso, gatos para gatos, etc.) livremente. Se o animal estiver cooperativo ele pode obedecer a comandos simples, como espere, ache e ataque.

Doença da Licantropia: Quando uma Abominação ataca com as Garras ou com a Mordida, podem passar a licantropia para outro humano. A vítima deve fazer um teste de FORT (CD15) para não contrair a doença (veja descrição de Licantropo).

Carnívoro: O Licantropo deve comer carne, e apenas carne. Para cada hora sem comer, faça um teste de FORT (CD 15+ horas passadas). Se falhar, atacará a primeira criatura à vista.

ND: +2

 

Nova Raça: Licantropo Feral

Traços Raciais

  • For +2, Des +4, Car -2. Fortes e Ágeis, mas todos desconfiam deles.
  • Redução de Dano 5/Magia e Prata. Licantropos ferais compartilham da resistência de seus irmão selvagens, mas mais modesta.
  • Faro: Ferais recebem +4 em Sobrevivência quando usam o faro para rastrear. Automaticamente detectam a presença de criaturas até 9m.
  • Ferais podem fazer dois ataques de garras (próprias para o tamanho Médio) e uma Mordida. Se usarem todos os ataques, recebem uma penalidade de -4 em todos eles.
  • Escolha uma dentre os seguintes traços:

Agilidade Animal: As garras e a agilidade do feral são tamanhas que eles usam sua Destreza ao invés da Força em testes de Atletismo.

Instintos Animais: Some seu Bônus de Sabedoria na CA.

Empatia Selvagem: Ferais podem se comunicar com os animais livremente. Mas apenas com os animais nos quais são baseado (lobos/cães se for lobo, gatos se for gato, e assim por diante). Os animais, se amigáveis, podem obedecer a comandos simples como Espere, Procure e Ataque.

Ligação Selvagem: Se o feral escolher classes como Druida e Ranger, seu companheiro animal terá uma habilidade de Forma Selvagem a mais.

ABOMINAÇÃO                                                                                        (Modelo)

“Apavorantes? Acho eles tão charmosos!”

Tenebra, Deusa das Trevas ao falar das Abominações…

Quando um Licantropo é mordido por um Vampíro e resiste à transformação, o resultado é uma criatura de imensa maldade, selvageria e fome. A Abominação é uma criatura temida e odiada até mesmo pelos Vampiros e Licans. Não se sabe como surgiram, nem se foi um acidente, nem se foi capricho de Tenebra, mas o que se sabe é que uma Abominação eleva a máxima potencia a maldade da noite.

O Surgimento de uma Abominação é tão danosa ao mundo quanto o nascimento de um Lich, e heróis devem ser convocados o quanto antes!

Criando uma Abominação

Abominações surgem apenas quando um Licantropo é mordido por um Vampiro. Não surgem Abominações se um Vampiro for mordido por um Lican devido a baixíssima resistência de seus corpos (sua CON é nula).

Some os bônus e Habilidades dos modelos Vampíro e Licantropo, multiplique a soma dos ND’s por 2 e remova a vulnerabilidade a luz do sol. Esse é o resusltado:

Tipo: muda para Morto-Vivo

Tendência: Muda para Caótico/Mau

Resistência: Redução de Dano 15/Magia e Prata, Cura Acelerada 5, Resistência a eletricidade e Frio 10.

Ataques: adquire dois ataques de Garras (dano igual a uma adaga de tamanho Grande) e uma Mordida (tamanho Grande). Apenas quando transformado.

Habilidades: FOR +12, DES +8, CON Nula. A Abominação é ainda mais aterrorizante que o Licantropo, mas é fragil como um vampiro.

Perícias: recebem um bônus de +4 em Furtividade, Iniciativa, Sobrevivência e Percepção.

Talentos: Adquire Ataque Multiplo

Mudança de Forma: Uma Abominação pode mudar sua forma para um animal qualquer, mas de tamanho Enorme, como leões, panteras, ursos e lobos. Recebem todas as habilidades desse animal (como uma forma selvagem). Nessa forma ele mantém todos os seus atributos normais, mas perde a habilidade de manejar armas e armaduras. Também pode se transformar em uma versão monstruosa do mesmo animal, com 2,5m de altura (sofrendo todos os bônus/penalidades de habilidade pelo tamanho grande) e rasga todas as suas roupas (mas podem manejar armas).

Faro: Automaticamente detectam a presença de criaturas até 9m. Recebem +4 em Sobrevivência quando usam o faro para rastrear.

Doença da Licantropia: Quando uma Abominação ataca com as Garras ou com a Mordida, podem passar a licantropia para outro humano. A vítima deve fazer um teste de FORT (CD15) para não contrair a doença (veja descrição de Licantropo).

Cria: o Vampiro pode fazer com que uma criatura morta pela habilidade Drenar Sangue se erga como um vampiro na noite seguinte. A Abominação e sua cria devem fazer um teste de Vontade Oposto. Se a cria perder, ficará sob o controle da Abominação que o criou até que a liberte ou seja destruída.

Drenar Sangue: uma Abominação que esteja agarrando uma criatura viva pode drenar seu sangue. Isso exigem um acerto num ataque de Mordida, e causa 1d6 pontos de dano de Constituição. Para cada ponto de dano de Constituição, a Abominação recupera 5 PV.

ND: +8

Contudo, a tentativa da transformação em Abominação é muito arriscada. O Lican deve passar em um teste estendido de FORT (CD 20, 6 sucessos). Se falhar em qualquer dos testes, morre. Mas se for bem sucedido… O Mundo estará perdido.

PS: Desnecessário dizer que isso é arriscado pra usar a Abominação nos seus personagens jogadores, pela dificuldade de sobrevivência (ainda mais porque o jogador ia se tornar vilão!!) e também porque vai desbalancear sua campanha. Deixe como Chefão e veja o desespero de seus jogadores ^^.

PS2: Vou fazer exemplos, e posto aqui daqui a uns dias!!

É isso Galera, até a proxima com mais criações RPGisticas ou noticias Nerdisticas!!!

See ya!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s